PREPARAR A REFORMA POUPANDO NOS IMPOSTOS

 

Diminuição de rendimentos na reforma.

Segundo um estudo recente feito pelo banco suíço UBS, a renda AVS e o 2° pilar de um reformado representam apenas 60% do seu último salário. Por seu lado, as despesas em idade de reforma reduzem apenas entre 5 e 10%.

Constata-se que há uma perda muito importante no poder de compra quando se atinge a idade da reforma, pois a redução no rendimento não é de todo compensada pela redução nos encargos.

Esta perda é ainda mais importante no caso dos emigrantes, pois na sua grande maioria cotizaram durante menos anos, pelo que o seu rendimento em idade de reforma é ainda menor.

Assim, chegando à reforma, é-se confrontado com uma realidade em que o rendimento se demonstra insuficiente para cobrir todas as despesas.

Perda de poder de compra e de qualidade de vida

Os custos fixos serão praticamente os mesmos, mas com a enorme diminuição dos rendimentos é habitual ter de fazer cortes importantes nas despesas, o que reduz substancialmente a qualidade de vida quando se passa à condição de reformado.
Existe, portanto, a necessidade de se ajustar as despesas, o que implica perder o que já se tinha: a mudança para uma habitação mais pequena, renunciar a viagens e férias, ou ter de prescindir do veículo automóvel tornam-se uma necessidade para a maioria dos reformados.

Preparar a reforma com antecedência.

Esta situação pode, no entanto, ser evitada se a reforma for preparada com a devida antecedência. De facto, para que não seja necessário baixar o nível de vida na reforma, deve começar-se a poupar o mais cedo possível. Só assim será possível conseguir manter as coisas mais importantes no futuro.

Vantagens de um 3° pilar A como complemento de reforma:

– Se deseja adquirir uma habitação, esse sonho pode tornar-se uma realidade com o 3° pilar. A dificuldade em deter os 20% de fundos próprios para obtenção do crédito bancário pode ser ultrapassada com a integração do seu 3° pilar no dossier, permitindo reembolsar o seu crédito enquanto beneficia da dedução fiscal atribuída pelo estado suíço para quem subscreve este tipo de produtos.
– As cotizações do 3 pilar A são totalmente dedutíveis nos impostos. Os trabalhadores por conta de outrem podem cotizar até 6’826 CHF por ano e 34’128 CHF para um independente.
– Com a subscrição de um 3° pilar A, são disponíveis um certo número de garantias complementares, como por exemplo a cobertura de incapacidade de ganho. Esta garantia permite ao segurado proteger-se a si e à sua família no caso de não poder trabalhar devido a doença ou acidente.
– Em caso de morte, o capital previsto no contrato será distribuído pelo(s) herdeiro(s) na sua integralidade, mesmo que o segurado ainda só tenha pago um único prémio!

O 3° pilar A também pode ser resgatado.

As condições para retirar um 3° pilar A antes da reforma são as seguintes:
– Adquirir uma residência;
– Deixar definitivamente a Suíça;
– Reforma antecipada;
– Lançar o seu próprio negócio.

 

PEÇA-NOS UMA SIMULAÇÃO GRATUITA.

Para uma análise profissional e personalizada, deixe os seus dados no formulário abaixo ou envie-nos uma mensagem por WhatsApp.

pt_PTPT